Com quarto maior rebanho bovino do país, MS recebe evento para debater todos os elos da cadeia produtiva

Com quarto maior rebanho bovino do país, MS recebe evento para debater todos os elos da cadeia produtiva

Confinar vai debater a pecuária de MS no fim de abril — Foto: Reprodução/TV Morena

Confinar será promovido entre os dias 23 e 24 de abril, no centro de convenções Arquiteto Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande.

Mato Grosso do Sul tem o quarto maior rebanho bovino do país, com 21,4 milhões de animais e o segundo maior número de abates, com cerca de 3,2 milhões de cabeças ao ano, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Valor Bruto de Produção (VBP) – indicador calculado com base nos volumes de produção e preços médios da pecuária, é o segundo maior do agro do estado, devendo atingir em 2019, R$ 7,882 bilhões. Um dos principais produtos da atividade, a carne bovina, desossada e congelada, foi no primeiro trimestre deste ano, o terceiro no ranking de exportações sul-mato-grossense com receita de US$ 95,872 milhões.

Para discutir um setor que tem essa importância para a economia do estado, será promovido entre os dias 23 e 24 de abril em Campo Grande, a oitava edição do Confinar. O simpósio é considerado um dos principais eventos do setor no país. Na programação estão palestras, mesas redondas e apresentação de cases de sucesso, no auditório Manoel de Barros do centro de convenções Arquiteto Rubens Gil de Camilo.

Serão abordados assuntos que abrangem todos os elos da cadeira produtiva e apresentação de novas tecnologias a favor da pecuária de corte. Entre os temas que serão discutidos nos dois dias estão: Sustentabilidade da pecuária nacional, mercado do boi e de grãos, uso de grãos e alimentos alternativos em dietas de confinamento, alternativas ao uso de antibióticos, adubação de pastagens, ganho de peso x eficiência alimentar, gestão de pessoas e uso de animais transgênicos, entre outros.

Para o organizador do evento, Rodrigo Spengler, a finalidade é levar informações pertinentes ao produtor. “Precisamos de tecnologias e informações para desenvolver a pecuária brasileira, que potencializem os registras de maior nível técnico da porteira para dentro, com gestão eficiente. Com essa evolução constante, conseguimos apresentar ao mercado o que o produtor rural entrega diariamente às unidades frigoríficas: carne de qualidade. Nosso objetivo é levar, mais uma vez, novas informações de temas variados, deixando nossa contribuição à centenas de propriedades rurais”, avalia.

Fonte: G1MS

Compartilhe

Write a Comment

view all comments