Flamengo comete dois pênaltis, mas domina LDU, vence e se isola na liderança do Grupo D da Libertadores

Flamengo comete dois pênaltis, mas domina LDU, vence e se isola na liderança do Grupo D da Libertadores

Everton do Flamengo comemora com Gabriel Barbosa o primeiro gol em partida contra a Liga de Quito - 13/03/2019 (Ricardo Moraes/Reuters)

Éverton Ribeiro, Gabigol e Uribe marcam, Diego Alves defende uma das penalidades, e equipe equatoriana desconta apenas no fim do segundo tempo com Borja

Após vencer fora de casa na estreia, o Flamengo engatou a segunda vitória consecutiva na Libertadores 2019 sem grandes dificuldades. No primeiro jogo dentro de casa, os rubro-negros dominaram a LDU na noite desta quarta-feira no Maracanã, mantiveram os 100% de aproveitamento e se isolaram na liderança do Grupo D.

Mesmo cometendo dois pênaltis bobos, a equipe de Abel Braga construiu boa vantagem com Éverton Ribeiro, Gabigol e Uribe. Borja descontou perto do apito final.

O Flamengo dominou o primeiro tempo e abriu o placar logo aos 7 minutos, em jogada de pé em pé. Renê deixou com Diego, que passou para Éverton Ribeiro, sozinho, botar no fundo do gol. Depois disso, porém, os rubro-negros pederam algumas chances – a melhor delas foi de Gabigol, com o gol vazio, aos 28. A situação parecia seguir tranquila, mas aos 43 Diego cometeu pênalti bobo em Vega após rara aparição da LDU no ataque. Intriago cobrou, mas Diego Alves caiu no canto certo e espalmou. Vantagem mantida após pequeno susto antes do intervalo.

No segundo tempo o Flamengo seguiu dominando a partida, mas demorou a chegar com perigo. Sem ser atacado, povoou o campo de ataque e ampliou a vantagem com Gabigol e Uribe, que entrou na vaga de Bruno Henrique. A LDU chegou somente aos 44 da etapa final, quando Trauco, que tinha acabado de entrar na vaga de Renê, derrubou Freire na área. Cristian Borja fez valer a lei do ex e descontou.

MELHOR EM CAMPO

Diego Alves pegou pênalti, Éverton Ribeiro teve grande atuação, mas para a Conmebol o homem do jogo foi Gabigol. Ele marcou o segundo gol rubro-negro e levou a premiação da partida

Gabigol, Éverton Ribeiro, Flamengo (Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes)

LEI DO EX

Ex-Flamengo, Cristian Borja entrou na vaga de Rodrigo Aguirre no segundo tempo e aproveitou o pênalti nos minutos finais. Sem deixar saudades na torcida rubro-negra, ele deixou o gol de honra ao deslocar Diego Alves.

EM POUCO TEMPO…

Dois reservas do Flamengo se destacaram pouco após entrarem na partida: Uribe, de forma positiva, com o gol em sua primeira participação, e Trauco, de forma negativa, com pênalti bobo cometido no fim.

PANORAMA DO GRUPO

Com 6 pontos, o Flamengo lidera o Grupo D de forma isolada. A LDU, com 3, permanece em segundo – Peñarol e San José, zerados, duelam nesta quinta-feira. Os rubro-negros voltam a campo pela competição no dia 3 de abril, novamente no Maracanã, contra o Peñarol, enquanto os equatorianos encaram o San José um dia antes fora de casa.

DESTAQUES INDIVIDUAIS

Mais finalizações: Gabigol (4)
Mais faltas cometidas: Cruz e Gabigol (3)
Mais faltas recebidas: Julio (5)
Mais passes errados: Éverton Ribeiro (7)
Mais roubadas de bola: Cuéllar (4)

NÚMEROS DO JOGO

Flamengo x LDU

Posse de bola: 68% x 32%
Finalizações: 13 x 5
Chances reais de gol: 9 x 3
Bolas levantadas: 20 x 4
Faltas cometidas: 15 x 10
Passes errados: 29 x 21
Roubadas de bola: 17 x 7

RECORDE DE PÚBLICO

Mais uma vez a torcida do Flamengo voltou a lotar o Maracanã e bateu o recorde de público neste ano no Brasil. Na noite desta quarta-feira, 58.034 pagantes assistiram à vitória  do Rubro-Negro sobre a LDU, pela segunda rodada da Libertadores. O público ainda gerou uma renda milionária, de R$ 2.596.530,50.

Maracanã mais uma vez com público recorde. Foto: Reprodução/Twitter

Fonte: Globoesporte.com

Compartilhe

Write a Comment

view all comments