Ação conjunta entre a Polícia Civil, Polícia Militar, Iagro e Agenfa prende dois homens envolvidos em transporte irregular de gado e sonegação fiscal

Ação conjunta entre a Polícia Civil, Polícia Militar, Iagro e Agenfa prende dois homens envolvidos em transporte irregular de gado e sonegação fiscal

Foto: Divulgação

Suspeito confessou já ter cometido o mesmo crime com objetivo de sonegar ICMS

Costa Rica-MS: Durante operação de rotina com o objetivo de coibir a criminalidade, os policias visualizaram uma caminhonete estacionada de maneira irregular na rotatória próxima à Fazenda Baús, trevo das rodovias BR 359 e rodovia MS 306, distante cerca de 50km de Costa Rica, logo atrás havia um caminhão carregado com gado, diante da atitude suspeita iniciaram uma abordagem policial para averiguação.

Os condutores dos dois veículos apresentaram nervosismo ao receberem a solicitação de documentos de CNH, CRLV dos veículos e GTA (Guia de Trafego Animal).

A GTA indicava uma rota totalmente diferente, informava como remetente uma pessoa de Jataí/GO e como destinatário uma pessoa de Mineiros/GO. Os condutores entraram em contradição quanto ao local de embarque e desembarque dos animais, e acabaram confessando falsidade nos documentos, a fim de realizar sonegação fiscal.

De acordo com o boletim de ocorrência, T.C confessou ser o dono dos animais e que o embarque foi realizado no município de Camapuã e o destino era a cidade de Jataí em Goiás. Ainda segundo T.C, a GTA apresentava 80 animais, porém a carga total era de 90 bovinos entre 12 e 24 meses.

O objetivo da falsidade documental, segundo o autor, era a sonegação fiscal, um valor estimado entre nove e dez mil reais de ICMS. Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, o autor já cometeu a mesma fraude com o mesmo objetivo de não pagar o imposto cobrado na operação interestadual.

Os suspeitos foram presos em flagrante e os veículos e celulares foram apreendidos. Os animais foram encaminhados para o pasto de uma corretora de leilões indicado pelo fiscal da Agenfa que acompanhou a operação.

Foto: Divulgação

O Delegado responsável pelas prisões e pela investigação, Dr. Alexandro Mendes de Araújo, foi procurado por nossa redação mas não quis se pronunciar.

 

Compartilhe

Write a Comment

view all comments