Covid-19: aplicação da 2ª dose da vacina em idosos de 73 anos e profissionais de saúde acontece neste sábado (10)

A Secretaria de Saúde de São Gabriel do Oeste informa que estará vacinando os idosos de 73 anos de idade com a segunda dose da vacina contra Covid-19, neste sábado (10). A ação acontecerá na sede da Associação Unidos da Feliz Idade (AUFI)das 7h30 às 12h. O reforço da vacina é necessário para garantir a imunização.

Nesta ação também serão vacinados, com a segunda dose da vacina contra Covid-19, os profissionais de saúde que receberam a primeira dose nos dias 26 e 27 de janeiro deste ano.

Os profissionais que receberão a segunda dose do imunizante são: recepcionistas e agentes de limpeza das unidades de saúde e Hospital Municipal; fiscais de vigilância sanitária; agentes de saúde e endemias; agentes funerários; médicos; bioquímicos; técnicos de enfermagem; farmacêuticos; nutricionistas e fisioterapeutas. Destaca-se que é somente quem recebeu a primeira dose nos dias 26 e 27 de janeiro, conforme anotado no cartão de vacinação.

Para vacinar a segunda dose é necessário apresentar a carteirinha de vacinação entregue na primeira imunização; lá constará o lote da vacina aplicada. A pasta também comunicou que estará entrando em contato com todos os idosos desta faixa etária que foram vacinados na primeira etapa.

A Secretaria ainda reforça que mesmo após a aplicação da segunda dose da vacina, os cuidados não podem ser ignorados; sendo necessária a utilização de máscaras e do álcool 70% para proteção.

Eficácia – As vacinas contra a Covid-19 disponíveis hoje exigem a aplicação de duas doses para atingir a eficácia esperada. Por isso, nesse meio tempo entre as doses, não significa que a pessoa já está imunizada. O organismo precisa de um tempo para resposta de imunidade, que geralmente pode acontecer de duas a três semanas depois de aplicada a segunda dose. Portanto, somente após esse prazo é possível considerar a pessoa imune.

Não há garantias de que pessoas vacinadas não possam ser vetores da doença, portanto é necessário continuar com as medidas sanitárias até que a maior parte da população esteja vacinada.

 

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Notícias semelhantes