Diretora procura polícia após mais uma ameaça de suposto ataque em escola da Capital

A diretora adjunta da Escola Estadual Arthur de Vasconcellos Dias, localizada no Bairro Estrela do Sul, procurou a delegacia para fazer um boletim de ocorrência, nesta segunda-feira (01). Na delegacia, a docente contou que próximo a escola havia uma rede de wi-fi denominada “MASSACRE DO ARTHUR AS 11:30”.

Um aluno da escola foi quem mostrou a rede para a diretora. A imagem printada da rede será apresentado na delegacia. O caso foi registrado como apologia de crime e ameaça. Essa e outras ameaças surgiram em Mato Grosso do Sul, após o atentado na escola Raul Brasil em Suzano (SP).

Outros casos

No último sábado (30), A diretora da Escola Estadual Lucia Martins Coelho procurou a Delegacia Civil, na tarde deste sábado (30), após alunos e professores detectarem uma rede Wifi com o nome “Massacre L.M.C 14:22” durante as aulas pela manhã. Esta é a terceira ameaça do tipo em menos de uma semana nos colégios Campo Grande.

No último dia 25 de março, Uma professora impediu que dois adolescentes jogassem um coquetel molotov dentro do pátio da Escola Municipal Valério Carlos da Costa localizada na Rua Santa Catarina em Sidrolândia, cidade a 71 quilômetros de Campo Grande.

Os adolescentes, de 16 e 17 anos, iriam jogar o coquetel no momento do intervalo da escola de ensino fundamental. Crianças de 6 e 7 anos estavam no pátio e brincavam pelos corredores da escola.

Fonte: midiamax

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias semelhantes