Futebol Feminino: Copa do Mundo feminina começa com duelo entre França e Coreia do Sul

Futebol Feminino: Copa do Mundo feminina começa com duelo entre França e Coreia do Sul

Seleção brasileira comemora vitória sobre o Chile na Copa América, em 18 de abril de 2018. LUCAS FIGUEIREDO/CBF

Brasil estreia no domingo dia 09 de junho, às 08:30 horário de MS, contra a Jamaica

A espera chegou ao fim. A bola vai rolar na Copa do Mundo de futebol feminino a partir das 15h (de MS) desta sexta-feira (6), no jogo de abertura, que será entre a anfitriã França e a Coréia do Sul, no Estádio Parc dos Princes, em Paris. O jogo é válido pelo Grupo A, que terá ainda, no sábado, Noruega e Nigéria. O Brasil só começa a sua trajetória no domingo, diante da Jamaica.

A seleção francesa é apontada como uma das postulantes ao título, mas em um segundo bloco de favoritos. O time é liderado em campo pela zagueira Wendie Renard e a artilheira Eugénie Le Sommer. Por outro lado, a seleção asiática, comandada por Ji So-yun, tenta conquistar uma vaga nas oitavas, o que já seria um bom resultado para o time. A estreia das anfitriãs contra a frágil Coréia, em caso de positiva, pode fazer a equipe embalar.

A competição começa com duas favoritas: Estados Unidos, atual campeão, e Alemanha. As norte-americanas contam com um time equilibrado e estrelas como as atacantes Lindsey Horan e Alex Morgan. Já as alemães tem a melhor goleira do mundo, Schult, e a craque Dzsenifer Marozsán, uma camisa 10 à moda antiga. As americanas são as maiores campeãs da Copa, com três títulos e tentam o bicampeonato seguido na França. Já a Alemanha vem logo atrás, com duas conquistas.

Em um segundo bloco, além das francesas, aparecem o Japão, vice-campeão mundial e que tem como astro a atacante Mana Iwabuchi, a Noruega, que tem um time jovem e ambicioso, e a Inglaterra, que conseguiu se organizar e pela primeira vez chega em boas condições.

Brasil

O Brasil segue em busca do seu primeiro título, mas chega na França correndo por fora, longe de estar entre os favoritos. Com um péssimo desempenho no ano, a Seleção entra na Copa após nove derrotas seguidas. A estrela da companhia continua sendo Marta, ainda apontada como a melhor jogadora do mundo, mas sem a certeza de que estará 100%, já que se recupera de uma lesão na coxa. Ainda assim, o time conta com nomes fortes, como Cristiane, Formiga e Andressa Alves. A Seleção estreia no dia 9, contra a Jamaica.

Fonte: Correio do Estado

Compartilhe

Write a Comment

view all comments