Projeto quer gestão conjunta da Polícia Militar e Bombeiros em escolas e hino antes das aulas em MS

Projeto quer gestão conjunta da Polícia Militar e Bombeiros em escolas e hino antes das aulas em MS

Deputado pede gestão compartilhada nas escolas estaduais (Foto: ALMS)

É possível que as escolas geridas pela SED (Secretaria Estadual de Educação) em Mato Grosso do Sul passem a ter gestão compartilhada com a Polícia Militar e com os Bombeiros Militares, caso projeto do deputado estadual Capitão Contar (PSL) seja aprovado. E também que as escolas sejam obrigadas a hastear a Bandeira Nacional para que os alunos cantem o Hino Nacional antes das aulas no Estado, segundo projetos de lei do parlamentar apresentados nesta quinta-feira (07), na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul).

Após fazer uma indicação para que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) se posicionasse com urgência sobre a implementação de um colégio militar da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, o deputado resolveu apresentar o projeto.

“Conversei com o comandante da Polícia Militar, que disse que os estudos sobre a implantação estão avançados. É preciso alterar a lei para permitir a implantação da gestão compartilhada”, disse Contar.

O comandante da corporação explicou ao Jornal Midiamax que uma comissão foi visitar o colégio implantado em Goiás e que existiam duas possibilidades: um de gestão própria ou de gestão compartilhada. O modelo também é usado no Amazonas, Distrito Federal e Amapá.

“Na gestão compartilhada, o impacto na folha de pagamento é menor. Policiais da ativa e da reserva podem ajudar”, explicou o deputado. Segundo o projeto, a Secretaria de Estado de Educação continuará responsável pelo cumprimento do programa educacional, mediante o emprego de recursos humanos de que já dispõe e emprega e o Comando Geral da Polícia Militar, em conjunto com o Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar, responsabilizar-se-á pela gestão da disciplina, da formação cívica, moral e ética do corpo discente.

O deputado justifica a medida afirmando que o estado de violência dentro da escola e o crescente envolvimento com drogas refletem negativamente no desempenho dos alunos.

Hino Nacional
Educação Moral e Cívica e Organização Social e Política Brasileira podem ser implementadas como disciplinas em sala de aula no Estado, assim como hastear a Bandeira Nacional e cantar o Hino Nacional antes das aulas.

As propostas estão em outro projeto de lei do deputado, também apresentado hoje, para prática de ações de resgate do civismo, da cidadania e do sentimento de nacionalidade.

Na justificativa da Lei, Contar faz uso de texto bíblico: “pois o Texto Sagrado de Provérbios 22:6 corrobora que é na infância que se plantam tais valores principiológicos na essência do ser humano, como se segue: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e mesmo quando for idoso não se desviará dele!”

Segundo o parlamentar, graves problemas principiológicos assolam a juventude e a sociedade, comprometendo as futuras gerações. “O culto aos símbolos nacionais pode resgatar o sentimento de nacionalidade, princípio que contribuirá para o resgate e para o fortalecimento da própria identidade nacional”.

Compartilhe

Write a Comment

view all comments