Terra sem Lei: Homem é morto na frente do filho e polícia suspeita que alvo era outro

Terra sem Lei: Homem é morto na frente do filho e polícia suspeita que alvo era outro

Local onde homem de 31 anos foi executado por dois pistoleiros nesta tarde em Ponta Porã (Foto: Porã News)

Crime ocorreu no início da tarde desta terça-feira no bairro Cohab, em Ponta Porã; “erramos”, teria dito um dos pistoleiros

Homem de 31 anos foi executado no início da tarde desta terça-feira (15) em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande. Existe suspeita de que ele tenha sido morto por engano. “Erramos, não era ele”, teria dito um dos dois pistoleiros que invadiram a casa e mataram Aldo Vera Cabrera com dois tiros de pistola calibre 9 milímetros na frente do filho dele, que tem em torno de 10 anos.

A execução é mais uma para a estatística do trecho mais sangrento da fronteira entre Brasil e Paraguai. Dados não oficiais apontam para quase 150 assassinatos neste ano em Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, as cidades-gêmeas que sofrem com a guerra travada pelas facções criminosas.

De acordo com a polícia, o crime ocorreu na Rua Corumbá, no bairro Cohab. Aldo estava na casa na companhia do filho quando dois homens chegaram numa moto alta e invadiram a casa perguntando por uma pessoa. Antes de responder, Aldo foi alvejado por dois tiros e morreu em seguida.

Policiais civis que foram ao local suspeitam de morte por engano, já que ao deixar o local um dos pistoleiros teria admitido o erro. O alvo seria o ex-proprietário da casa, já que Aldo teria comprado o imóvel há poucos meses, segundo relatos de vizinhos.

Fonte: CGNews

Compartilhe

Write a Comment

view all comments