Idosa de 81 anos é resgatada após ficar sozinha três dias sem água e comida

Policia Militar de Jaraguari atendeu a ocorrência e salvou a vida da senhora que não tinha familiares e passou mal dentro de casa

Uma idosa de 81 anos que vivia sozinha em Jaraguari, foi salva pela Polícia Militar do município, após passar mal e ficar presa em casa, sem alimentação e água por três dias. De acordo com o soldado Diogo Henrique Giro do Grupamento da Polícia Militar de Jaraguari, no último dia 10, por volta das 8 horas da manhã a guarnição policial composta por ele e o Sargento PM Borches recebeu uma ligação no número de emergência.

O policial conta que a principio não conseguiu ouvir com clareza a voz da pessoa que ligava e até pensou que se tratava de um trote. Após muito perguntar quem estava na linha, o militar escutou uma voz fraca que clamava por “socorro”. Preocupado, o militar passou a dar maior atenção a ligação, pois percebera se tratar de ocorrência diferente das que habitalmente são recebidas pelo número policial.

Com a voz muito fraca, segundo o soldado, ela disse apenas: “Socorro estou em casa caída, preciso de ajuda, moro na Rua Marcolino número 150 e não tenho forças para levantar. Se precisar pule o muro”.

Após o relato, o policial salientou que não foi possível ouvir mais nada, mas que de imediato a equipe saiu em diligência para localizar o endereço. Ao chegarem ao local perceberam que a residência tinha uma placa de Vende-se, o mato estava bem alto e o portão estava trancado. Neste momento ele se lembrou que a mulher tinha orientado para que pulasse o muro.

Ele saltou dentro do terreno e chamaram pela idosa, que com voz muito fraca respondeu “socorro”. Como a porta estava trancada os policiais tiveram que arrombá-la e ao entrarem no recinto encontraram a senhora deitada no chão, nua e quase desfalecida.

Com dificuldades, ela relatou a equipe que estava ali a mais ou menos três dias, pois teria caído por conta de uma forte tontura e desmaiou. Ao acordar não conseguiu mais se levantar, e ficou ali deitada para tentar recobrar suas forças, mas não obteve êxito e os dias se passaram. “Ela disso que somente se lembrou do número 190 e como forma de tentar viver ligou para a nosso grupamento”, enfatizou o soldado. “Descobrimos que o marido tinha morrido e ela não tinha filhos e ninguém que cuidasse por ela”, afirmou.

Os policiais acionaram então a equipe de socorro do hospital do município. Os socorristas que atenderam a ocorrência disseram que o estado de saúde da senhora já era crítico e que ela teve sorte de ter sido encontrada pela guarnição, pois talvez não suportasse mais um dia naquelas condições. Os policiais foram até o hospital, e os médicos informaram que a senhora de 81 anos estava muito debilitada e desidratada e que seriam tomadas todas as providencias para salvaguardar a paciente.

Acostumado a tratar de casos bem diferentes e até com finais trágicos, a ocorrência marcou a vida do policial e trouxe bastante alegria a equipe em saber que conseguiram salvar uma vida. “Penso que seria muito bom se tivessem mais pessoas para ajudar nestas situações”, concluiu.

Fonte: CGNews

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias semelhantes